“Campeões não nascem prontos”, ensina Joel Moraes

Confira 10 lições que um campeão de natação pode ensinar sobre alta performance

POR TARCISIO ALVES
Redator e copywriter

Dias atrás, a Be Academy recebeu a visita do ex-atleta da Seleção Brasileira de Natação e inúmeras vezes campeão da modalidade Joel Moraes, o Jota. Hoje mentor de carreira e negócios, ele bateu um papo animado com o CEO da Be Academy, Bruno Pinheiro, e com todo o time, a respeito de alta performance.

A trajetória de um menino de Santos, no litoral paulista, que tinha um sonho — ser como Gustavo Borges, o maior medalhista internacional da natação brasileira, com 33 medalhas — foi muito além desse sonho.

Aos 17 anos, Joel obteve uma marca histórica: quebrou um recorde de nove anos de Gustavo Borges, na prova dos 50 m nado livre júnior I.

Mas isso não poderia ser considerada uma missão completa. Faltava competir com o ídolo e, mais do que isso, superá-lo na raia. Foram seis anos até que ele conseguisse ombrear com Borges em uma competição.

As pernas tremiam, a respiração estava ofegante e advinha o resultado… Jota foi humilhado, em suas palavras, pelo campeão, mas tinha um porquê: ele ainda não estava pronto — até porque “campeões não nascem prontos”, como ele descobriria.

“Apesar de ter treinado muito, eu me preparei para o dia D, e não para a hora H. Existe uma diferença aí”, diz ele.

É nesse ponto que a maioria das pessoas se perde. “A grande maioria se prepara para o dia D, quando, na verdade, deveria mirar, como objetivo, a hora H, mesmo que sejam só alguns minutos ou até segundos. É por isso que muitas pessoas se preparam, mas pouquíssimas performam”, ensina ele.

Confira, a seguir, as lições que o hoje especialista em aumento do desempenho pessoal e profissional costuma divulgar em suas palestras para quem está em busca da alta performance.

1 – Treinamento: Não basta apenas treinar. É preciso saber, entre outras coisas, quais competências você precisa aprender e como extrair a máxima eficiência da sua performance.

2 – Não existe plano B: Muitas pessoas falham por causa do excesso de opções. Escolha uma única opção e tenha confiança naquilo que você for fazer;

3 – Esforço inteligente: Não confunda rotina com monotonia. Procure fazer a mesma coisa sempre de maneira diferente;

4 – Timing: Você precisa ter foco absoluto naquilo que vai fazer. E não basta ser bom — é preciso ser bom na hora certa!;

5 – Ambiente: Se você andar com pessoas bem-sucedidas, será o 11º integrante do grupo. Procure descobrir os hábitos dos líderes, o que leem, como se informam e fazem negócios. Ambientes extraordinários fazem pessoas extraordinárias.

6 – Inteligência emocional: Não se trata de ter controle sobre as emoções, e sim de reconhecer as emoções e fazer ajustes para performar bem;

7 – Treino mental: A mentalização é o ensaio da ação. Treine sua mente para atingir uma meta, por maior que ela seja;

8 – Treinamento físico: Jota faz parte do 5 a.m. Club, composto de pessoas que acordam às 5 h da manhã todos os dias, em busca de benefícios como ter mais saúde e produtividade. Ele corre 10 km todas as manhãs;

9 – Entre em campo para vencer: “O cara que não performa na hora H entra em campo para não perder; o cara que performa na hora H entra em campo para vencer e não gosta de perder”, ensina Jota.

10 – Mentores: Não aceite conselhos construtivos de quem nunca construiu nada.

Na opinião de Joel Moraes — que durante quatro anos esteve à frente do Instituto Projeto Neymar Jr., em Praia Grande (SP), como coordenador geral —, campeões não nascem prontos. “Você é fruto do seu esforço”, defende.

Daí que, para ele, o sucesso é treinável. Você pode até achar que nasceu com um dom divino, um talento para fazer algo melhor que as outras pessoas, mas tem um talento por trás desse talento: disciplina. “O talento que lapida o seu talento é a disciplina”, sustenta Jota.

Em tempo: Joel Moraes venceu Gustavo Borges algumas vezes ao longo da carreira. E, em 2005, foi considerado um dos melhores nadadores do mundo.

Se você quer entrar para o seleto grupo de pessoas de sucesso, coloque em prática as lições do ex-nadador e coach de alta performance. Mas não pare por aí: busque outras fontes de conhecimento.

Uma dica é ler o livro Fábrica de Vencedores — Aprendendo a Ser um Gigante (link), de Janguiê Diniz, empreendedor à frente do grupo Ser Educacional e, também, investidor em diversas outras empresas, como a Be Academy.

P.S.: E aí, curtiu as lições de Joel Moraes? Em quais desses pontos você vai bem e em quais acredita que precisa melhorar? Escreva na seção de comentários!

P.S. 2: Se você gostou deste conteúdo e acredita que ele possa inspirar outras pessoas, não deixe de compartilhar!

Não pare por ai!
Veja mais