Crise não quebra empresas, e sim falta de resultados, defende Marcus Marques, criador do Programa Acelerador Empresarial

Sócio-diretor do Instituto Brasileiro de Coaching (IBC) participou da Maratona do Negócio Físico, dentro do Resilientes Summit 

POR TARCISIO ALVES
JORNALISTA E COPYWRITER

Mentor e referência em gestão para pequenas e médias empresas, Marcus Marques, criador do Programa Acelerador Empresarial, foi convidado por Bruno Pinheiro, CEO da Be Academy, para participar da Maratona do Negócio Físico, dentro do Resilientes Summit — o maior movimento online e gratuito para reinventar seu negócio e readaptar-se à nova realidade.

Para ele, “não é uma crise que quebra uma empresa, mas a falta de geração de resultado consistente nos últimos anos”. Assim, o empresário precisa assumir “protagonismo”, intervindo constantemente nas situações que precisam ser ajustadas na organização, e não agir com “vitimismo”, colocando a culpa em fatores externos — como a atual pandemia de coronavírus.

Todo o problema, na verdade, está no plano da gestão, que, na visão de Marques, é a “capacidade de tomar boas decisões”. Essas, por sua vez, criam “boas ações”, que “fazem a empresa performar”. “Para tomar uma boa decisão, um fator relevante é ter o máximo de acuidade e assertividade em relação ao cenário futuro”, concluiu.

Marcus Marques reconheceu que, “com a crise, o nível de incerteza e imprevisibilidade aumentou”. Porém, no entender dele, “os fundamentos de gestão continuam os mesmos”, embora estejam “mais à flor da pele”. E é aí que o líder precisa agir para manter a operacionalidade do negócio.

Tomada de decisão exige contextualidade

“Esta é a hora que o líder tem que se mostrar, sendo um vendedor de esperança e um injetor de tranquilidade e serenidade, porque o nível de tensão está alto”, defendeu Marcus Marques, que é também sócio-diretor do Instituto Brasileiro de Coaching (IBC).

Na opinião de Marcus Marques, é preciso ser contextual para tomar uma boa decisão, o que significa “olhar para todas as variáveis em torno dessa decisão”. Marques observou, no entanto, que decisões envolvem razão e emoção, e é preciso calibrar “a dose exata das duas coisas” para se chegar a um bom termo.

“A gestão é a parte mais pragmática, mais racional, de um executivo, enquanto a liderança é a parte mais emocional, que tem que acontecer no plano do comportamento”, comparou ele. “O jogo não é ser racional ou emocional, mas combinar os dois”, propôs.

Crise antecipa cenários

Para Marques, a crise de COVID-19 antecipou algumas condições que, de uma forma ou outra, as empresas teriam que adotar no futuro. Uma delas é a utilização de ferramentas e estratégias de marketing digital.

Por isso mesmo, um exercício constante a ser praticado por empresários é construir cenários e monitorá-los para saber se eles se confirmam. Ele próprio está trabalhando em suas empresas com uma perspectiva de que a retomada da economia vai demorar de quatro a seis meses.

E arriscou outros palpites: “As empresas, de forma geral, vão passar por um processo de downsizing”, disse. Dessa forma, “é preciso equilibrar realismo e esperança”. “Prepare-se para o pior, mas espere o melhor”, pregou. 

Especificamente para donos de negócios que estão precisando de capital agora, ele recomendou trazer um sócio investidor. “É uma forma de gerar caixa”, colocou. “Para muitos negócios que estão impedidos de operar e entregar produtos ou serviços, as duas únicas saídas que eu vejo: vender online e entregar no futuro.”

É hora de investir em capacitação

Outra dica importante é fazer cursos. “Nessa crise, é hora de afiar o machado, e o que vai afiar o machado é capacitação”, defendeu ele, acrescentando que “o digital não é só uma questão de curto prazo, mas de médio e longo prazos”.

“Ser resiliente é ser como uma bolinha de tênis: “Você tem que voltar ao estado natural ainda mais forte.”

Cadastre-se e não perca nenhum conteúdo do Resilientes Summit

Com três lives diárias, o Resilientes Summit traz especialistas de diferentes áreas, falando sobre Home Office, Educação e Reinvenção do Negócio, entre outros temas.

Para ter acesso a todas as aulas em PDF e também aos vídeos completos das discussões, clique aqui para se cadastrar no maior movimento ONLINE e GRATUITO para ajudar você a se reorganizar e fazer o Brasil crescer de dentro da sua casa.

Ao fazer isso, você poderá se cadastrar também no grupo exclusivo do Resilientes Summit no Telegram. Lá, além de receber todas as informações sobre este movimento, você será presenteado com o best seller de Bruno Pinheiro Empreenda Sem Fronteiras, no formato PDF.

Comece a usar a hashtag #EuFaçoOBrasilCrescer, porque você é a única pessoa capaz de fazer isso. E junte-se ao movimento da Be Academy pela capacitação de pessoas para atuar em 40 profissões da Nova Economia, em um portal com cursos dados por líderes da Nova Economia.

Assista abaixo ao conteúdo completo desta aula:

Não pare por ai!
Veja mais